segunda-feira, 9 de março de 2009

Minha paz interior!


Mais uma vez, desapareci daqui por algum tempo né, mais senti falta de poder escrever, e vim correndo!
Durante a semana passada e hoje, excepcionalmente, veem acontecendo coisas que me levaram a pensar muito, e achei melhor me relaxar! Muitas vezes em nossas vidas, quebramos a cabeça, não comemos e nem dormimos direito, nos preocupamos por demais com certezas coisas que não requerem tanto!Aprendi que o dia mais belo é hoje, e que a coisa mais fácil é errar, erramos sempre, e somos julgados e criticados por isso!
O nosso maior obstáculo é o medo, temos medo de vencer o nosso próprio medo! Sempre é assim!
Acho que a raiz de todos os males é o egoísmo, ele é um mal inacabavél! Creio que a distração mais bela que possa existir é o trabalho, quem não trabalha sofre de um grande mal!
Nossa pior derrota é sem dúvidas o desânimo, se desanimarmos, não teremos força nem animo para nada, e estaremos sujeitos ao fracasso!
Acho que o maior mistério que possa existir, é a morte, ninguém sabe quando ela pode chegar e pra onde nos levar! é um equivoco!
Penso que a pessoa mais perigosa é a mentirosa, um grande perigo!
Penso que o pior sentimento é o rancor e o maior presente com certeza seria o perdão, e o mais dificil de ser cumprido! Perdoar é muito dificil, antes de perdoar o próximo, tem que perdor a si primeiro.
A força mais potente é a FÉ, o mais necessário, os nossos pais!
E assim, procuro escrever algo que tenha um fundamento, algo real e verdadeiro.
E são todas essas palavras que fazem parte do meu dia-a-dia, da minha vida!
Quero e necessito da minha paz interior!
Não vou sumir...volto sempre que der!
Abraços - Carol Bornelli

3 Comentários:

Anonymous Deuglécio disse...

Muito bom o texto Carol. Sabe, uma história conta que os alunos estavam numa sala de aula e naquele dia fazia muiiiito calor e as janelas estavam fechadas pra desespero dos alunos. Então um começou a resmungar num canto: -Nossa que calor, bem que alguém podia abrir a janela. E o professor nem olhava. Realmente estava muito quente. Outro resmugava dali outro daqui e derepente a sala inteira tava dando indiretas no professor pra ver se ele se tocava e nada. De repente uma menina levante e diz: -Professor! Ele responde: -Diga. Ela completa: -O senhor poderia fazer o favor de abrir a janela pois todos estamos com muito calor. Ele respondeu: -Claro que sim e ela agradeceu. MORAL: a gente fica se preocupando com planos mirabolantes pra descobrir coisas nas outras pessoas quando a forma mais fácil é se aprocimar e perguntar o que queremos saber. Pense nisso....

11 de março de 2009 00:09  
Blogger Em Construção... disse...

Não suma mesmo minha linda,vc é luz!!!
Que vc continue sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeee
saiba que és muito especial para Deus, para mim e para todossssssssssss
DEUS TE ABENÇOE!!!
BJUSSSSSSSS

12 de março de 2009 17:10  
Blogger Suelem de Oliveira Bento disse...

Oi Carol...
Gostei muito do que escreveu. Em muitas frases pude perceber você bem próxima de mim. Suas confidências, suas vontades, suas verdades.
E qt ao perdão...Vc escreveu como a soli(dps dê uma olhada no blog dela). Achei tudo muito interessante.
Escreva sempre que sua alma intervir.
Beijossss...


E aí...Será que vamos ter um final de semana diferente? rsrs... Tá animada!? Eu tô!

Bjão!

14 de março de 2009 14:26  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial